REGRA DO REPOUSO PÓS-OPERATÓRIO DA CIRURGIA DE VARIZES

Após a cirurgia de varizes, são necessários alguns cuidados especiais, para que se obtenha um bom resultado da cirurgia.

Um exemplo destes cuidados é calçar a cama numa altura de por volta 10 centímetros, nos primeiros cinco dias após a realização da cirurgia de varizes, para que os pés fiquem numa posição mais alta. Após os cinco dias do pós-operatório da cirurgia os calços podem ser retirados.

Bombear o sangue das pernas evita que este estacione nas veias da panturrilha, para que isto não ocorra o paciente após a cirurgia de varizes pode, enquanto estiver na cama, movimentar as pernas de modo que as estique e encolha.

Deve-se permanecer deitado de 40 a 50 minutos, mantendo os movimentos básicos que podem ser realizados mesmo na cama, como citado acima, e caminhar por pelo menos 15 minutos para voltar ao repouso na primeira semana do período pós-operatório da cirurgia de varizes.

É importante, que o paciente submetido à cirurgia de varizes, mantenha-se em movimento enquanto estiver de pé e nunca fique parado. Subir escadas não é uma atividade proibida para aqueles que se submetem à cirurgia de varizes, desde que esta atividade seja exercida com calma e que as escadas não tenham muitos degraus.

De forma geral não há restrição quanto a alimentação para pessoas que fizeram a cirurgia de varizes, assim como o banho, a não ser para casos especiais em que pacientes que fizeram a cirurgia de varizes, tenham que usar uma malha tubular banhada em vaselina e faixas que serão retiradas até 48 horas após a cirurgia de varizes, podendo após esse período tomar banho normalmente.

Cinco dias após a cirurgia de varizes, se o paciente tiver esparadrapos nas pernas, estes poderão ser retirados. 

Lembrando sempre, que a recomendação médica deve ser seguida em todas as cirurgias, inclusive a cirurgia de varizes, com rigor para que se obtenha sempre o bom resultado, que é o desejado.

Publicado em Cirurgia de Varizes | Marcado com | Deixe um comentário

A Recuperação da Cirurgia de Varizes

Apesar de ser considerada uma cirurgia simples, a cirurgia de varizes exige certos cuidados no seu período pós-operatório, que devem ser seguidos cuidadosamente para que se obtenha um bom resultado.

O repouso exigido após a cirurgia de varizes varia entre 2 a 15 dias, mas em geral três dias são o bastante. Ao contrário do que muitos pensam, após a cirurgia de varizes, não é necessário ficar deitado o tempo todo, muito pelo contrário. Os médicos, após a cirurgia, recomendam que seus pacientes caminhem por alguns minutos, tomem banho, vão ao banheiro e façam suas refeições normalmente.

 Cabe ao médico determinar o tempo no qual se devem usar as meias de compressão após a cirurgia de varizes. As atividades físicas também podem ser liberadas em pouco tempo após a cirurgia.

Deve-se esperar um pouco para tratamentos estéticos como, depilação e drenagem linfática, após a cirurgia de varizes, pois essas práticas podem comprometer o resultado da cirurgia.

Após a cirurgia de varizes, o paciente deve retornar ao consultório médico pelo menos mais três vezes para que este avalie os resultados da cirurgia, e pelo menos uma vez ao ano para acompanhamento e prevenção de novas varizes.

Publicado em Cirurgia de Varizes | Marcado com | Deixe um comentário

A DIFERENÇA ENTRE ANGIOLOGISTA E O CIRURGIÃO VASCULAR

Muitos confundem o angiologista e o cirurgião vascular. Afinal, qual é a diferença básica entre o angiologista e o cirurgião vascular.

O angiologista é o médico que se especializa no estudo da de doenças vasculares e a sua prevenção. O angiologista, depois de um estudo detalhado do quadro que o paciente apresenta, chega a um diagnóstico que o ajudará a elaborar o tratamento adequado. O tratamento, para o angiologista, consiste em medidas que buscam a prevenção ou a recuperação da saúde das veias por meio de mudanças nos hábitos rotineiros, medicamentos e exercícios físicos praticados constantemente.

O cirurgião vascular, diferente do angiologista, é especializado em cirurgias vasculares. Sendo assim, o cirurgião vascular terá como resultado de seu estudo um diagnóstico com tratamento cirúrgico. Contrariamente ao angiologista, que usa de métodos de alterações da rotina pessoal, o  cirurgião vascular irá optar pelos métodos cirúrgicos convencional, através de incisões, ou por dentro das veias, as chamadas endovasculares.

Essa confusão é gerada pelo fato de que até 2006, as duas modalidades eram executadas em uma especialidade única e chamadas ‘Angiologia e Cirurgia Vascular’, após várias argumentações, a sociedade médica resolveu separá-las em modalidades distintas.

Portanto, por ser uma separação muito recente, muitos angiologistas também são cirurgiões vasculares.

Publicado em Angiologia, Angiologista | Marcado com , | Deixe um comentário

É HORA DE PROCURAR UM ANGIOLOGISTA

O angiologista é o médico que se especializado na área de doenças vasculares e suas prevenções.  Existem alguns sinais que indicam quando se deve procurar um angiologista.

É hora de procurar um angiologista se houver veias azuladas e consideravelmente visíveis abaixo da pele. Se houverem agrupamentos de pequenos vasos vermelhos, também se deve consultar um angiologista.

Há a necessidade da opinião de um angiologista também quando sentir queimação muito intensa nas pernas e até mesmo na planta dos pés. Se as pernas, ou os tornozelos, incharem ao final do dia a ajuda de um angiologista é imprescindível.

Ao sentir-se cansado, com peso nas pernas ou fadiga e até mesmo uma coceira intensa e constante, o angiologista poderá diagnosticá-lo.

E finalmente se tiver a sensação das chamadas “pernas inquietas” e a ocorrência de cãibras freqüentes, procure um angiologista.

Uma consulta ao angiologista aos primeiros sinais de varizes, ou sintomas acima relatados é importante, pois doenças vasculares, antes de antiestéticas, são primeiramente incomodas e mexem com o seu bem-estar e auto-estima.

Por isso é importante a consulta a um angiologista aos primeiros sinais de incomodo e mal-estar.

Publicado em Angiologia, Angiologista | Marcado com , | Deixe um comentário

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE ANGIOLOGIA

As pessoas frequentemente têm duvidas sobre assuntos relacionados a varizes, tromboses e veias. O que muitas delas não sabem é que estes são assuntos dizem respeito à angiologia.

Mas afinal de contas o que é angiologia? Ora, angiologia é a especialidade médica que estuda o sistema circulatório, não somente varizes e veias das pernas. A angiologia é o estudo do coração e de vasos (artérias, veias e linfáticos).

Uma das dúvidas freqüentes sobre angiologia  é a diferença entre vasos, varizes e trombose.

Para a angiologia, varizes são veias tortuosas e salientes que se desenvolve sob a pele, principalmente nas pernas, pés e coxas. O tratamento para varizes, de acordo com a angiologia, é o procedimento cirúrgico.

Os vasos, segundo a angiologia, são veias de porte menor, que quando agrupados dão um aspecto semelhante a uma mancha à manchas azuis. Os vasos causam um desconforto estético e o seu tratamento são as aplicações.

Para a angiologia, trombose é um trombo (coágulo sanguíneo) formado no interior do vaso. Esses trombos impedem a circulação do sangue. Basicamente, a trombose se classifica de duas formas: trombose venosa e trombose arterial. A angiologia classifica a trombose venosa como sendo aquela onde o trombo provoca o fechamento total ou parcial da veia, causando reações inflamatórias, inchaços e dor no local. A trombose arterial, para a angiologia, é aquela que impede a circulação do corpo, como é o caso do acidente vascular cerebral e o infarto do miocárdio.

Publicado em Angiologia, Angiologista | Marcado com | Deixe um comentário

A ANGIOLOGIA E O TRATAMENTO DE VARIZES

A angiologia é a área da medicina que estuda e trata clinicamente o sistema circulatório. No caso das varizes, a angiologia busca um tratamento clínico para o problema quando não há a necessidade de uma intervenção cirúrgica.

O tratamento de varizes, para a angiologia trata-se basicamente de itens.

Um desses métodos, usados pela angiologia é a utilização de uma meia de compressão elástica que tem como objetivo comprimir veias insuficientes, evitando assim o excesso de sangue que podem proporcionar o surgimento de edemas nas pernas.

Outro método, cujo qual a angiologia, faz uso do exercício físico moderado, ou seja, uma leva de exercícios que não prejudiquem ou agravem o estágio das varizes.

Evitar ficar longos períodos em pé, na posição ereta, também é uma das recomendações que a angiologia faz a pacientes em que as varizes não estão em um estágio tão avançado.

Se necessário, a angiologia, ainda recomenda a perda de peso, pois o excesso sobrecarrega a circulação favorecendo, assim, o aparecimento das varizes.

Lembrando sempre que esses tratamentos são recomendados pela angiologia, que indica tratamentos para pacientes com varizes em estágios mais leves. Varizes em estágios mais avançados e que prejudicam de maneira grave o funcionamento saudável do corpo, deve-se recorrer à cirurgia vascular.

Publicado em Angiologia, Angiologista | Marcado com , | Deixe um comentário

O TRABALHO DO ANGIOLOGISTA

O Angiologista é o médico que cuida dos vasos sanguíneos e por isso é muito importante na área da saúde, pois cuida de algo que é essencial em nossas vidas: as nossas artérias e nossas veias. Portanto, um Angiologista tem um papel fundamental na sociedade.
As varizes são exemplo de problemas que muitas pessoas enfrentam, principalmente as mulheres, e o Angiologista tem a função de tratá-las em sua fase inicial e preveni-las. As varizes incomodam muito, tanto esteticamente quanto em relação a dores e desconforto.
O Angiologista trata as doenças circulatórias quando estas estão em sua fase inicial, ou seja, em sua fase mais simples. Por isso, o Angiologista realiza tratamentos clínicos, ou seja, sem cirurgias. Além de realizar esse tipo de tratamento, o Angiologista faz também a prevenção das doenças circulatórias.
E para a prevenção das doenças circulatórias, o Angiologista interfere na alimentação e nos cuidados físicos de seus pacientes almejando assim o bem-estar destes. Essa preocupação do Angiologista em relação às doenças de cunho circulatório acontece devido ao risco de elas se agravarem se não tratadas no tempo certo.
Quando uma doença circulatória como, por exemplo, as varizes, se agravam o Angiologista dá espaço ao cirurgião vascular que cuida da fase mais complicada dessas doenças. Tanto o Angiologista quanto o cirurgião vascular são da mesma área, entretanto executam trabalhos diferentes.
Enquanto o Angiologista cuida das doenças circulatórias com tratamento clínico, o cirurgião vascular corrige as doenças dos vasos por meio de cirurgia, ou seja, é um trabalho um pouco mais complexo e que só é realizado quando a doença está em sua fase mais grave.
O cirurgião vascular atua nos vasos do abdome, das pernas, do pescoço, do tórax e dos membros superiores. Ele corrige também artérias que apresentam estenoses, que estão dilatadas, obstruções completas ou que sofreram traumatismos.
Publicado em Angiologista, Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário